segunda-feira, 20 de junho de 2011

ALIMENTO DA ALMA


Mergulhando dentro dos meus pensamentos,
sinto algo que me invade,
com uma passagem de vento gelado no meu interior.
Me sinto tão forte, mas aí vem algo que me deixa mole e sensível.
Por que preciso tanto desse sentimento para me manter bem?
Sou um ser totalmente dependente de outro ser.
Sem algo ou alguém que possa me dar o que necessito de verdade, não existo.
Como se sentisse só aquele vento frio.
E sentir o que estou vivendo no momento, me serve de alimento, me faz ter mais vontade de sentir.
É...
abasteço-me com uma simples troca de olhares entre nós.

14/12/2010

Nenhum comentário:

EU

Minha foto

A novidade veio dar à praia...

Seguidores